Adiada mais uma vez, a licitação da exploração do serviço de pedágio na ponte sobre o Rio Paraguai, na BR-262, deve ter edital publicado dentro de 20 ou 30 dias, segundo informou a diretora-presidente da Agitrams (Agência Estadual de Gestão e Integração de Transportes de MS), Leatrice Couto.

Em outubro o contrato com a empresa F. Andreis, que atualmente opera o pedágio, foi prorrogado em mais três meses, tempo que foi utilizado para a elaboração e, depois, o prazo foi novamente esticado.

Leatrice justifica afirmando que o Ministério dos Transportes estava em recesso no período em que ocorreria a licitação, em janeiro e outro fator que teria incorrido no adiamento, disse, é que o Ministério teria exigido novas cláusulas tratando de valores. “Já mandamos à PGE (Procuradoria Geral do Estado) para avaliar as mudanças e devemos ter um parecer até o final da semana”, afirmou Leatrice.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui