O chefe do Núcleo de Apoio Técnico da Polícia Rodoviária Federal (PRF), inspetor Otávio Cunha, alertou ontem os motoristas que trafegam pela freeway sobre o radar móvel que funciona na auto-estrada desde o início da Operação Verão. O equipamento funciona inclusive à noite, por infravermelho , destacou. Ele explicou que o radar é semelhante aos aparelhos móveis controlados pela EPTC, em Porto Alegre. Em operação, ele requer o monitoramento por parte de um policial. O equipamento fotografa os veículos que transitam pela rodovia com velocidade acima da permitida e, nos casos em que o abuso é demasiado, acionamos os postos rodoviários mais próximos para a abordagem aos motoristas , informou.

O inspetor esclarece que para o radar móvel funcionar na rodovia é preciso apenas a existência de placas que informem a respeito das velocidades permitidas. Isto porque, segundo ele, a resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) que previa a colocação de placas de aviso sobre a existência de equipamentos de controle de velocidade não vigora mais. A freeway tem placa fixa, o que prevê a utilização desses equipamentos , observou.

Quanto aos motoristas de outros países que cometerem infrações na rodovia, o inspetor explicou que eles deverão pagá-las antes de deixar o Brasil. A cobrança é feita nos postos da PRF existentes nas áreas de fronteira. A Polícia Rodoviária Federal dispõe de dois radares móveis que, na época de veraneio, são utilizados na freeway em dias e horários alternados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui